Dicas e Curiosidades

  • Campanha do Lixo Seguro

    +

    Você já imaginou que o seu lixo pode ferir seriamente alguém?

    Lidar corretamente com o lixo é uma atitude importante para garantir a segurança da sua família e prevenir graves acidentes. As vítimas, na grande maioria das vezes, são os coletores que se ferem com materiais cortantes e perfurantes jogados inadequadamente nos lixos domésticos.

    Saiba como fazer a sua parte, tornando o seu lixo seguro para garantir a saúde e o trabalho do nosso amigo coletor.

    Materiais cortantes

    Simples lâmpadas, copos, louças e embalagens de vidro podem não parecer perigosos. Engano! Eles quebram com o manuseio e tornam-se verdadeiras armas cortantes.

    Materiais perfurantes

    Entre os materiais perfurantes (pontiagudos) estão os pregos, parafusos, arames e, até mesmo, as lascas de madeiras. As agulhas das seringas descartáveis são preocupantes.

    Não custa tomar certos cuidados:

    O ideal é envolver os objetos cortantes com bastante jornal ou papelão. Mesmo que quebrem, estarão protegidos garantindo total segurança. A tampa serrilhada da lata de conserva é uma verdadeira faca. Dobre-a para dentro, a serrilha estará protegida pela própria lata!

    Ao jogar pregos, parafusos, lascas de madeiras e agulhas no saco de lixo, coloque-os em latas, embalagens plásticas ou embrulhe-os em grandes volumes de jornal. Entorte com martelo, os pregos e parafusos que estejam expostos em madeiras.

    Os lugares onde você deposita seu lixo também podem provocar acidentes. Nunca deixe em lugares altos ou lugares que podem rasgar o saco.

    Dê uma mão para o nosso coletor! A proteção do nosso coletor depende também da sua colaboração!

  • Aplique os 3 “Erres”: Reduzir, Reutilizar, Reciclar

    +

    Os 3Rs para controle do lixo são REDUZIR, REUTILIZAR e RECICLAR. Reduzindo e reutilizando evitar-se-á que uma grande quantidade de produtos se transformem em lixo. Reciclando protegem-se os recursos naturais, além de se reduzir o volume do lixo.

    REDUZIR REUTILIZAR RECICLAR
    Reduzir o lixo em nossas casas, implica reduzir o consumo de tudo o que não nos é realmente necessário. Isto significa rejeitar produtos com embalagens plásticas, preferindo as de papelão que são recicláveis, que não poluem o ambiente e desperdiçam menos energia. Reutilizar significa usar um produto de várias maneiras. Reciclar é uma maneira de lidar com o lixo de forma a reduzir e reusar. Este processo consiste em fazer coisas novas a partir de coisas usadas. A reciclagem reduz o volume do lixo, o que contribui para diminuir a poluição e a contaminação, bem como na recuperação natural do
    meio-ambiente, assim como economiza os materiais e a energia usada para fabricação de outros produtos.

    Ex:
    a) quando fazemos compras, levar os nossos próprios sacos;

    b) preferir as embalagens grandes, quanto mais pequenas são as embalagens, mais embalagens se gastam e mais lixo é produzido;

    c) optar por recargas, além de mais baratas, são
    menos poluentes;

    d) preferir as embalagens para as quais existem circuitos de reciclagem.

    Ex:
    a) reutilizar depósitos de plásticos ou vidro para outros fins, como plantar, fazer brinquedos;

    b) reutilizar envelopes, colocando etiquetas autocolantes sobre o endereço do remetente e destinatário;

    c) aproveitar folhas de papel rasuradas para anotar telefones, lembretes, recados;

    d) instituir a Feira de Trocas para reciclar, aproveitando ao máximo os bens de consumo, como: roupas, discos, calçados, móveis.

    Ex:
    a) cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Quantas árvores poderia já ter ajudado a preservar?;

    b) com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes;

    c) cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita.
    Quantas latinhas de refrigerantes já jogou fora até hoje?

    OUTRAS DICAS “ 3 R”:

    - Papel da escola
    A escola também tem um papel fundamental na formação das crianças, preparando-as para uma realidade consciente, onde o objetivo maior é o bem comum de toda a comunidade.

    - Poluição do ar
    Mantenha seu carro bem regulado. Dessa forma você economiza 9% no consumo de combustível, o que representa 9% menos emissões tóxicas.

    - Apóie a coleta seletiva
    Solicite e apóie a prefeitura nas promoções e campanhas de coleta seletiva de lixo, a natureza agradece.

    - Produtos corretos
    Ao ir às compras, abra os olhos, cada produto que você compra pode ter um impacto sobre o meio-ambiente. Por isso, escolha produtos que menos agridam a natureza.

    - Faça sua parte
    Insista para que, nas cópias de xerox, utilizem a frente e o verso da folha de papel.

    - Participação de todos
    Solicite dos meios de comunicação maiores informações sobre assuntos e matérias de como melhorar a qualidade de vida de seu município. Cada profissional pode dar a sua contribuição.

  • Reciclagem

    +

    Uma das iniciativas que podem ter mais resultados e que cada cidadão pode tomar facilmente na sua casa é a preocupação com o destino do lixo. Mas muitas vezes as pessoas não sabem como podem fazer isso, o que reciclar nem como devem separar o lixo. Por isso, foram reunidas aqui algumas dicas e informações que podem ajudá-lo a deixar a sua comunidade mais limpa e, assim, diminuir a poluição e as graves conseqüências que ela traz para o meio ambiente.

    CUIDADOS COM LÂMPADAS FLUORESCENTE – MANEJO E DISPOSIÇÃO

    – É recomendável que as lâmpadas a descartar sejam armazenadas em local seco, nas próprias caixas de embalagem original, protegidas contra eventuais choques que possam provocar sua ruptura. Essas caixas devem ser identificadas para não serem confundidas com caixas de lâmpadas novas.

    – Em nenhuma hipótese as lâmpadas devem ser quebradas para serem armazenadas, pois essa operação é de risco para o operador e acarreta a contaminação do local. Também não se deve afundar os pinos de contato elétrico para dentro da lâmpada para identificar aquelas que são inservíveis, pois os orifícios resultantes nos soquetes das extremidades da lâmpada permitem o vazamento do mercúrio para o ambiente.

    – Ao entrar em contato com lâmpadas quebradas o uso de avental, luvas e botas plásticas, é necessário. Quando houver quebra acidental de uma lâmpada, o local deve ser bem limpo por aspiração. Os cacos devem ser coletados de forma a não ferir quem os manipula e colocados em embalagem estanque, com possibilidade de ser lacrada, a fim de evitar a contínua evaporação do mercúrio liberado.

    INSTRUÇÕES PARA ACONDICIONAMENTO E TRANSPORTE DE LÂMPADAS USADAS

    1. Acondicionar as lâmpadas fluorescentes nas caixas de papelão de embalagem originais e acomodar essas caixas, de preferência, dentro de um contêiner adequado.

    2. Contêneires especialmente desenvolvidos para esse tipo de transporte, capaz de reter eventuais emanações de mercúrio.

    3. Evitar choques no carregamento, manuseio e transporte do contêiner.

    4. Não tombar o contêiner; mantê-lo sempre na posição normal.

    5. O envio de lâmpadas tipo bulbo (de vapor de mercúrio, vapor de sódio, luz mista ou similares) pode também ser feito em tambores fechados.

    Fonte: Gestão Ambiental, boletim No. 15, maio/junho 2003 – Centro de Referência em Gestão Ambiental para Assentamentos Humanos; Apliquim www.apliquim.com.br

    VOCÊ SABIA?

    – Os habitantes da cidade de São Paulo geram por dia 6,6 mil toneladas de lixo domiciliar.

    – Considerando-se o lixo produzido pelo comércio (supermercados, restaurantes, hotéis, etc.), o volume aumenta para 12,5 mil toneladas/dia.

    – Fabricar uma garrafa para refrigerante com vidro reciclado reduz em um terço o gasto de energia. Porém, a substituição por uma garrafa reaproveitável, reduz o consumo de energia nove vezes.

    – Na cidade norte-americana de Seattle funciona um interessante programa chamado “pague por seu lixo”. Os habitantes da cidade pagam pela quantidade de lixo que colocam na calçada. Menos lixo, menos gasto. Embora seja difícil de acreditar, em dois anos a quantidade de lixo da cidade diminuiu em um terço.

    – Em 1950 eram produzidos, no mundo, 7 milhões de toneladas de produtos químicos e em 1963 esses valores tinham se multiplicado por cinco? Agora, somente três décadas depois, fabricamos mais de 300 milhões de toneladas por ano.

    – Uma tonelada de aço reciclado economiza um barril e meio de petróleo em sua produção. Como se vê, economia energia e dinheiro.

    – Aproximadamente 90% do que entra em nossa casa sai como desperdício!

    – Nos Estados Unidos funcionam, na atualidade, quase 3 mil programas de reciclagem de lixo. Nesse trabalho estão ocupadas 30 mil pessoas. Se 75% dos resíduos produzidos nos Estados Unidos fossem reciclados haveria trabalho para 375 mil pessoas.

    – A energia necessária para produzir uma tonelada de alumínio reciclado a partir de latas velhas de refrigerantes corresponde a 5% da energia utilizada para extrair e processar o metal da mina.

    – Conforme estudos realizados nos Estados Unidos, para cada milhão de toneladas de resíduos reciclados são criadas 2 mil vagas de trabalho?

    – Nos Estados Unidos, começa a ser fabricado um plástico feito a partir do amido de milho, que não polui e se decompõe em um ou dois anos.

    – Produzir papel a partir de papel “velho” consome cerca de 50% menos energia do que fabricá-lo a partir de árvores; utiliza-se 50 vezes menos água, além de reduzir a poluição do ar em 95%.

    – Uma tonelada de cacos reciclados significa uma economia de 80 quilos de petróleo.

    – Como o vidro é um material que demora para se recompor, a garrafa que você joga no lixo hoje poderá ainda estar sobre a superfície da terra no ano 3000.

    – A fralda descartável leva quinhentos anos para se decompor. As fraldas de tecido de algodão, que podem ser reutilizadas em média cem vezes, decompõem-se no período máximo de seis meses.

    – Destino final dos resíduos no Brasil:
    76% céu aberto
    13% aterro controlado
    10% aterro sanitário
    09% usina de compostagem
    01% usina de incineração

    Fonte: Sabetai Calderoni 1998

  • Dicas de Uma Vida Saudável

    +

    - Preservação
    Participe de movimentos a favor da preservação da fauna e da flora e, principalmente, não cace por esporte!

    - Hábitos saudáveis
    Utilize garrafa retornável, pois ela é reutilizada, em média, 30 vezes.

    - Economia de energia
    A energia economizada com a reciclagem de uma única lata de alumínio é o suficiente para manter ligado um aparelho de tevê durante três horas.

    - Escolha certa
    Compre detergentes biodegradáveis, que se decompõem e agridem menos o meio-ambiente.

    - Informação
    Procure mais informações nas empresas fornecedoras de energia elétrica do seu município. Quanto mais economizar, mais estará ajudando a natureza.

    - Árvores
    As árvores têm papel fundamental na questão do aquecimento do planeta, controlam o excesso de carbono que causam o efeito estufa.Então, plante árvores.

    - Economia começa em casa
    Qualquer um pode economizar, simplesmente não deixando a torneira aberta durante as tarefas domésticas e a higiene pessoal.

    - Agricultura orgânica
    Invista em agricultura orgânica. É a tendência a médio e longo prazo. É mais viável e não prejudica o meio-ambiente. Diga não aos agrotóxicos.

    - Adubo
    Prepare o seu próprio lixo orgânico, varra o quintal e empilhe as folhas e restos de grama num canto do jardim que entrarão em decomposição, formando um excelente adubo.

    Fonte: “PENSAR GLOBALMENTE E AGIR LOCALMENTE” – http://www.cprh.pe.gov.br